Novas famílias

IMG_0048
Eu adoro o meu trabalho, entre tantas outras coisas é o prazer que tenho em conhecer familias normais. E tb historias fantásticas de partidas para a Australia, de vindas de Londres, e de ias para Bali. De viver no centro de Lisboa, de viver no campo, de sair da cidade, de voltar para a cidade.

Fotográfo 99% das vezes famílias... famílias com o Pai, a Mãe, 1filhos, 2 filhos, 3 filhos... Famílias reais que querem guardar para sempre uma fase da vida tão especial. Em que crescem juntos, em que os filhos são pequenos, em que tudo funciona em hármonia dentro da desordem de uma casa com crianças.

No entanto começo a sentir falta de fotografar as novas famílias tão reais como qualquer família. As famílias dos teus, dos meus e dos nossos ou as famílias de Mãs sozinhas com os seus filhos, ou de Pais sozinhos só com os seus filhos. Pergunto-me porque estas novas famílias não são fotografas... porque não querem eternizar para sempre as suas vidas, os seus dias, a sua famílias. Porque na verdade são uma família, que nos dias de hoje é tão comum como outra qualquer. Porque para mim o conceito de família é quem nos apoia de uma forma incondicional.

A minha família durante muito tempo era apenas os teus, e depois passou a ser o teus e o nossos. E sempre desejei que fossemos fotografados. Que tivessemos fotografias dos 7, porque não deixavamos de ser uma família. E como fotografa sempre que possivel fotografo ao máximo, principalmente as 5 manas juntas... porque penso que seja ideal crescerem com fotografias pelas casa, com fotografias da nossa família não importa qual ela seja.

Por isso hoje lanço um desafio as novas famílias. Lanço um concurso. Pode concorrer quem quiser, e quem ganhar terá que oferecer a sessão a uma outra família.
Para ganhar tem que contar a história da nova família, uma nova família que pensem que seja muito especial e que faria todo o sentido oferecer uma sessão. Essa família pode ser os meus, os teus e os nosso, ou ser apenas a Mãe com os seus, ou apenas o Pai com o seus. Ou Apenas os teus, ou o que quiserem.

A sessão tem que ser utilizada até Abril 2013 e na zona de Lisboa.
Quem vai escolher será a Laura que vai tirar um nome ao acaso. Mas não basta colocarem um comentários, têm que escrever mesmo porque é que querem oferecer a sessão a essa Família.
Assinem o cometário para depois a lauta escolher o nome.
As fotos têm que ter autorização para aparecer no blog.
Podem concorrer até dia 14 dezembro 2012. E será anunciado até ao dia 20 dezembro 2012.

Boa Sorte.

24 comentários:

  1. Porque ė uma princesa de verdade..,,uma míuda com M grande. Afinal e apesar de tudo acredita na vida e no melhor que ela têm o AMOR .... A Catarina merece essa sessão para celebrar tudo o que de bom guarda dentro dela;)

    Bj

    Raquel

    ResponderEliminar
  2. É verdade. Não há fotografias de famílias com os "teus,os meus e os nossos".Deu-me que pensar, mas parece-me que se chega lá pelo óbvio. O que acontece é que pode haver muito carinho nestas famílias, mas falta é a unidade, a vida em comum... Não deixam de ser "os teus" e os "dela", não é verdade? Os teus não são os meus: são os teus e são os de uma pessoa que não faz parte desta família. E isso, por mais carinho, amor e tudo mais positivo que haja, não deixa de ser um facto inexorável. Um beijinho da Maria!

    ResponderEliminar
  3. Primeiro era só a C e o R.
    Depressa chegou a J.
    E o cão.
    E um dia o R e o cão foram.
    E ficou a C e a J.
    Mais tarde apareceu o G.
    Que já trazia a R e a C.
    E a C e o G apaixonaram-se.
    E passaram a ser o G e a C e a C e a R e a J.
    E o amor era tanto que a C e o G casaram.
    E nada mudou a não ser o amor.
    Que era maior todos os dias.
    E havia semanas em que eram uma família de cinco.
    Dias em que eram uma família de três.
    Semanas em que eram só dois
    E os dias eram sempre diferentes.
    E o amor continuava a crescer.
    E então veio o M.
    A prova desse amor.
    E hoje são seis.
    Um número em que nunca nenhum deles pensou.
    E de vez em quando são só três.
    Dois pais a curtir o seu bebé.
    Para de repente passarem a seis.
    Uma família numerosa.
    Semana sim, semana não.
    Mas acima de tudo são sempre uma família.
    Sejam mais ou menos.
    And guess what?
    São mais felizes a cada dia!

    E por isso eu acho que merecem este presente de Natal!
    Carolina V. T.

    ResponderEliminar
  4. Em 2013 vou ganhar uma nova família. Em 2013, uma família vai passar de ser "os teus" para ser "os nossos".
    Porque estou muito feliz por ganhar essa nova família, porque em pouco tempo fiquei a gostar muito dela como se já fossem os nossos, e porque acho que estes momentos devem ser celebrados, gostaria de registar essa passagem de teus para nossos com uma sessão muito especial, que eu e os meus já tivemos a alegria de viver.

    Obrigada pela oportunidade e um beijinho,
    Filipa SN

    ResponderEliminar
  5. Tenho uma família especial. Porque é a minha. A família [ re ] nasceu da minha nova vida. Eu, a Beatriz, o Vasco e a Madalena formamos um clã e a quatro fazemos tudo. Ter centenas de fotos deles significa passar horas a recordar momentos. Guess what!? ....quase não tenho fotos minhas com os três e muito menos giras...e porquê?! Sou quase sempre a fotógrafa !! ;) ...uma sessão destas era o melhooooor presente de Natal.

    P.S: A ideia que teve emocionou-me imenso. Só por isso o meu enorme agradecimento.

    Cláudia
    http://princesatagarela.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  6. A familia a quem gostaria de oferecer esta sessão, seria sem dúvida os meus Pais, apesar de termos sido 5 e depois 6, agora são dois.Eles que fizeram de mim e dos meus 3 manos aquilo que somos.Graças a eles hoje tenho uma familia de 4, feliz e amada entre si.Apesar de não estarmos todos juntos somos e seremos sempre um clã e ninguém mais do que eles merece um presente como este.
    Love <3 mãe e pai <~3
    Já agora aproveito para felicitar este gesto tão simpático, que veio mesmo a calhar nesta época que se aproxima, o Natal, que para mim, não é mais do que a celebração da família.Beijinhos

    ResponderEliminar
  7. A família especial a quem gostaria de oferecer uma sessão seria a mim mesma!... Estou na recta final da gravidez (O M. deve nascer perto do Natal) e é o nosso primeiro filho! Muito desejado! Muito planeado! Mas que demorou a vir... Com muito sofrimento da minha parte e um esforço estóico da parte do papá para me aturar!...
    Vivi a gravidez em pleno e adorava ficar com a recordação do M. como recém-nascido... Principalmente pelas suas mãos! Adoro o seu trabalho e as fotos que mostra são inspiradoras!...
    Esta seria a única forma de ficarmos os 3 nas mesmas fotos!...
    Obrigado pela iniciativa!... Adorei!...

    ResponderEliminar
  8. Olá Ysa,
    a sessão tem mesmo que ser oferecida a outra pessoa, não poder ser utilizada por si. E conforme diz o post a uma família que seja "nova família".
    Boa sorte com tudo.
    bjs
    mariana

    ResponderEliminar
  9. O Pai e a Lena encontraram-se perto dos 50 anos e foi como se tivesse sido toda a vida.
    A Lena tinha os seus três miúdos: o Bernardo, o Marcelo e o Vicente, e o Pai tinha as suas cinco miúdas: a Inês, a Filipa, a Vera, a Maria e a Leonor. Só pais e filhos éramos 10 à mesa!
    Entretanto os miúdos e as miúdas começaram a crescer, a encontrar as suas próprias famílias e a ter os seus próprios bebés: Primeiro o Tomé da Inês, depois o Caetano da Filipa, o Martinho da Filipa e logo a seguir o Sebastião do Marcelo; passados uns meses chegou a Mia da Inês e quase um ano depois o Jaime da Filipa (que, na verdade, nasceu hoje).
    Em pouco mais de 8 anos, o Jorge e a Lena juntaram os "Seus" para os transformar em "Nossos", e hoje somos todos "Nós". E passámos a ser 16 à mesa, só entre pais, filhos e netos. (se contarmos com os maridos e as mulheres somos 23...).

    Um beijinho, esta ideia é maravilhosa!

    ResponderEliminar
  10. Gostava de presentear os meus amigos, Maria e David.
    Não são muitas as vezes que estamos juntos, mas estamos sempre “perto”.
    A Maria e David lutaram muito tempo pelo seu projecto de vida, dar um irmão de coração à J, filha biológica, e há cerca de 6 meses conseguiram com que o M viesse para casa onde recebe todo o amor do mundo! e é lindo ver crescer esta bonita família, é enternecedor o amor no olhar daqueles pais e daqueles irmãos.
    Ando enternecida e sinto-me privilegiada por puder estar próxima desta família especial.
    Desejo-lhe toda a felicidade do mundo!
    Adorava oferecer-lhes a sessão e passar com eles uns dias divertidos em Lisboa.
    beijinhos

    carla azevedo

    ResponderEliminar
  11. Sou fã do seu trabalho!
    E para um trabalho especial uma famíla muito, muito, muito especial, a familia da minha prima V e do C, com os seus pequeninos, a L, e os gémeos G e T (a L é de Laura que é muito fofa como a sua pequenina!!!) e ainda a avó M.

    São super divertidos e bem dispostos e adorava que eles tivessem uma prenda especial que ficasse para toda a vida

    Beijocas
    Eunice Pereira

    ResponderEliminar
  12. Conheço a família ideal para esta sessão fotográfica.
    De um lado uma Mãe de quatro e do outro um Pai de duas!
    Juntaram-se e ficaram 8: a Mãe C., o Pai D., 5 meninas, a M., a C., a M., a M, a M., e 1 menino, o K.
    Hoje, o K. é uma estrelinha no céu, mas esta família é sempre fantástica e giiiira que se farta!
    Tenho a certeza que dava uma sessão maravilhosa, porque elas são todas super fotogénicas e adoram tirar fotografias! Além disso, merecem tudo de bom porque são pessoas maravilhosas!
    Um beijinho,
    Raquel A.

    ResponderEliminar
  13. Entrou de mansinho na vida do André e de duas pequenas princesas que agora não vivem sem ela. A Sara, que sempre quis ser mãe de uma família numerosa, é agora uma mãe faz-de-conta. Dedica o seu tempo livre a duas meninas que bem podiam ser suas filhas apesar de não o serem, tal é a entrega e o bem-querer. Com 27 anos, em jeito de mãe em part-time, vai treinando para futuros rebentos. Pela dedicação e pelo amor, a Sara B. merece a sessão fotográfica com a sua nova família.

    ResponderEliminar
  14. Olá, esta ideia tocou-me. Muito!! não participo, por norma, em passatempos mas este fez-me sentido. Porque não é para mim, seria para a minha irmã do meio. Há onze anos atrás viveu o dia mais feliz da vida dela, casou com o homem que tinha escolhido para seu companheiro. O seu companheiro, que idealizava como a sua metade, e que foi para Timor no mesmo mês em que souberam esperar o primeiro filho. Regressou a tempo de o ver nascer - um lindo, perfeito e saudável menino de 4kg. Primeiro filho, sobrinho e neto. A história continuou e uma saída nocturna de comemoração (já nem me lembro do quê, mas eu também estava na festa :)), resultou numa princesa que é a companhia do mano. E a história continuou. Cresceram os meninos, cresceu o amor da minha irmã por aquele que ela idealizou ser o companheiro de uma vida. No inicio deste ano, 2012, a minha irmã ofereceu-se e ao marido, uma prenda de Natal atrasada... foram os dois sozinhos, pela primeira vez, passar um fim de semana a Londres. Vieram felizes, renovados e cheios!! E a desilusão deu-se quando na semana seguinte, o marido, o companheiro que ela idealizara para uma vida, lhe disse "acho que já não te amo!".... e foi embora, levando-lhe parte do coração. Deixou-a com os dois filhos, que continuam a crescer amparados pelo amor da mãe, da tia, dos avós, de amigos que são familía... de todos quantos lhes querem bem :):) Amo a minha irmã, amo os meus sobrinhos. e são todos tão lindos, e são agora uma nova familía a quem eu gostava de oferecer uma recordação que ficaria para sempre! Sempre que posso tiro fotografias aos três... mas não sou fotográfa, eheheheh... um beijinho. E faço votos que se não for para a minha irmã, que vá para uma nova família que, decerto, é merecedora.

    Shanna, pikachu e companhia

    ResponderEliminar
  15. A Sara chegou à vida do André. O André chegou à vida da Sara. A Laura e a Maria já faziam parte do André, agora também fazem parte da Sara. Estão juntos, os quatro, nas vidas uns dos outros. A Sara, o André, a Laura e a Maria, formam uma nova família, cheia de alegria e simpatia. Que bem que vão ficar na fotografia!

    Ana R.

    ResponderEliminar
  16. Há um ano e meio, a S.entrou numa nova família e tornou-se "mãe postiça" de duas meninas de 7 e 6 anos.Fá-lo com tanto empenho e carinho que, por vezes, nos esquecemos que não é a mãe biológica. Fica com elas, trata delas, brinca com elas, conversa com elas...E olha para elas e lembra-se de si e da irmã e a ligação entre as três aumenta. A sua ternura e cumplicidade com a L. e a M. enternecem e merecem ser eternizadas e celebradas numa reportagem fotográfica especial e terna como são as da autora deste blog.

    ResponderEliminar
  17. Porque vem um S a caminho para fazer companhia a um V que entretanto fez companhia à C que ganhou uma "madrasta" da boas que dá muito mimo, mas ralha se for preciso.
    Porque são discretos mas têm tantas coisas boas para eternizar...
    Acho que valia a pena a Laura sorteá-los para os fotografar!

    Mae Maria

    ResponderEliminar
  18. Nesta altura em que parece que falta tanto a tanta gente, está para chegar uma Inês muito desejada por toooda a família que está a mais de meio Portugal de distância e pela mama S. pelo papa N. e pelo mano Tiago, que agora faz parte da vida da S.

    ResponderEliminar
  19. Sei como a S. gosta do Natal, sei como gosta da sua nova família. Sei como gostou de fazer a árvore de Natal com a M., sei como se reconhece e gosta deste blog. Sei (tenho a certeza!) de que não haveria melhor prenda para ela do que ganhar a reportagem fotográfica.

    ResponderEliminar
  20. A prenda perfeita para a família da minha irmã.. com a chegada do Martim e da Matilde, a mana e o marido continuam um exemplo de força, união e dedicação. Gostaria que esta familia linda ficasse com mais uma recordação feliz para toda a vida... Adoramos o seu trabalho Mariana!

    ResponderEliminar

AddThis