Os dias

Desse lado, o dias aqui - aqueles que partilho convosco no blog - parecem sempre calmos e serenos. Parece que andamos nas nuvens, com toda a calma do mundo, que nunca se grita nem se chora.
Mas na verdade não é bem assim. Eu tenho mau feito, o acordar é uma correria louca para chegar a escola as 8h20, o pequeno-almoço muitas vezes é engolido no caminho da escola, o dia passa a 100km/h e quando olho para o relógio o dia acabou, são onze da noite e tudo fico a meio.

Uma vez li um artigo que dizia que as mães dizem "Vou-me deitar". Mas que, no caminho para o quarto, fazem mais vinte tarefas (porque o que se pode fazer hoje não deixamos para amanhã), e passado cerca de duas horas de apanhar coisas pelo chão, de pôr mais uma máquina a lavar, de escolher a roupa do dia seguinte, de deixar o pequeno-almoço semi-pronto, de ter a certeza que nada ficou esquecido, de responder a mais dois emails, de enviar uns sms pendentes, de pensar no jantar do dia seguinte, de escrever um post-it com tarefas a fazer, alguém pergunta: "Mas então, não te ias deitar?!?!!?"

E é assim... a vida não pára e eu gosto dela assim. Uns dias com mais calma, outros com menos. Uns dias que vou para a praia e para o campo e me sinto mais em paz, sem stress nem correrias. Outros dias em que saio às oito da manhã e volto depois das nove da noite.
Por isso não haja ilusões da vidas perfeitas, com toda a calma do mundo em que tudo se faz a 1km/h. Geralmente, andamos sempre mais rápido do que queríamos. Mesmo quando moramos no Algarve... ainda que, no Algarve, parecesse que o dia tinha mais horas.








8 comentários:

  1. Adorei o post. Verdadeiro, e cheio de alma.
    E sim...a vida é feita desses dois existires: o com calma, e o a correr.
    E se não fosse assim, era "meio cheia", ou "meio vazia"...
    Beijinhos cá de casa.

    ResponderEliminar
  2. É verdade que as tuas fotografias transmitem muita serenidade e parece que desse lado está tudo calmo. Mas com crianças pequenas acho que deve ser igual para toda a gente: é maravilhoso, alegre e uma festa constante, mas é muito cansativo!

    Entretanto, muitos parabéns pela nova imagem do blog, está lindo!

    Bjs,
    Marta

    ResponderEliminar
  3. vida de mãe :))
    gostei muito deste post!

    ResponderEliminar
  4. Verdade verdadinha!
    Gosto imenso da nova "cara" do blogue!
    Gostei imenso do que escreveste. Não há vidas perfeitas! MAs há maneiras felizes de se viver a vida...
    bj

    ResponderEliminar
  5. Que bom que é sabermo-nos normais.
    Tive uma segunda menina há pouco tempo (1mes) e este post veio na hora certa.
    A minha Lia tem a idade da Leonor e com outra menina cá em casa parece que é sempre tudo a correr e nunca há muito tempo para levar a vida com calma, mas viver é isso mesmo uns dias mais rápidos outros mais serenos.
    Obrigada pela partilha.

    Suzana

    ResponderEliminar
  6. Olá, outra vez
    Enganei-me. não é Leonor é Laura, mil desculpas

    Suzana

    ResponderEliminar
  7. O retrato das mães. A fotografia perfeita! :)

    ResponderEliminar

AddThis